terça-feira, 16 de abril de 2013

José Miguel Insulza :miséria moral e política


Argentina, Equador, Uruguai, México, Cuba, Bolívia, Haiti, Nicarágua, China, Rússia, Irã, etc. não tenho dúvidas sobre a legalidade, transparência e equidade do processo e os resultados das eleições na Venezuela.

No entanto, o secretário-geral da Organização dos Estados Americanos (OEA), José Miguel Insulza, apoiou a implementação de uma recontagem dos votos da eleição para determinar quem é o vencedor: se o candidato do governo, Nicolas Maduro, o requerente opositor, Henrique Capriles.

Mais uma vez, a miséria moral e política desse personagem é revelado, para a vergonha de um organismo que se encontra despalperavel como a OEA





Fonte 

ShareThis

Licença Creative Commons
Claudio Castoriadis- O conteúdo deste site está licenciado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3,0 ..