quinta-feira, 19 de junho de 2014

Poema Macroscópico




A vida pulsa melanina

Hemoglobina

Neoplasia

Dos olhos arranca a cegueira

Dilata escuridão

Cafunga tudo de maior

Soberana: do que se fala

Fala-se, declama veludo nos lábios  

Uma cartilha inteira hieroglífica

Um colóquio micro ondulatório e macroscópico

Alimenta o rato que entranha no queijo e aglutina na boca.

O sapato agasalha um punhado de bagatelas e matéria turva sem fazer ruído.



Por Claudio Castoriadis
Imagem fonte web


ShareThis

Licença Creative Commons
Claudio Castoriadis- O conteúdo deste site está licenciado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3,0 ..