terça-feira, 17 de junho de 2014

A foto mais bonita do meu álbum



Eu não sei por onde anda a foto mais bonita do meu álbum. Naturalmente fotos bonitas são ajustadas pela excelência do tempo. Uma, duas, três ou mais histórias são hipnotizadas para envelhecer dentro de uma moldura engastada com todos aqueles detalhes, fricotes e compatibilidade. Embora altamente abstrato com efeitos pirotécnicos, tipo comando de voz ou tela IPhone, os sorrisos mais bonitos não são esquecidos. Desdenhadas por quebrantes, a imagens degustadas continuam ávidas, empaladas no bolso maltrapilho, intactas e reticentes. Coisas importantes acontecem, ainda que imperceptíveis, desde o ato fotográfico até a recepção das figuras, o instante que atravessa o momento circense; rostos com risos franzinos, careta capturada até o final dos tempos, o enquadramento da distração, letreiros luminosos competindo com a chama de um cigarro afogado aos brandos no fundo de uma xícara de cidreira.


Por Claudio Castoriadis
Imagem Fonte web

ShareThis

Licença Creative Commons
Claudio Castoriadis- O conteúdo deste site está licenciado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3,0 ..