terça-feira, 29 de outubro de 2013

Maria João Pires: talento e autoconfiança


O que fazer quando o redor torna-se subitamente desconhecido e você não sabe mais que direção tomar? Em momentos de instabilidade, confiar em si próprio é fundamental. A pianista portuguesa Maria João Pires deu um dos grandes exemplos de superação de dificuldades e autoconfiança em 1998, quando percebeu, no palco, que havia se preparado para tocar a música errada e não conseguiria acompanhar a orquestra. Foi em um ensaio aberto em Amsterdam, sob regência de Riccardo Chailly, no "Concerto N.20", de Mozart. Quem estava presente percebeu os momentos iniciais de desespero da pianista, os breves comentários com o maestro, a tentativa de lembrar-se da partitura correta e o sucesso na execução. Ela deixa evidente seu temor, diz "Vou tentar" e Chailly incentiva: "Tenho certeza que você consegue". Maria João tocou então o concerto certo, sem um erro. Nada como uma voz de incentivo para ajudar na reconexão com todo nosso potencial. 




Ainda sobre Maria João Pires:


Nasceu em Lisboa em 23 de Julho de 1944, em Lisboa, na freguesia da Pena. Começou cedo a tocar piano. Estudou com o Professor Campos Coelho no Conservatório de Lisboa. Depois foi para a Alemanha, estudou com vários professores de música. Tornou-se conhecida internacionalmente quando ganhou o Concurso Beethoven no bicentenário do compositor, concurso que se realizou em Bruxelas em 1970. Fez várias digressões artísticas, foi convidada a tocar com as melhores orquestras sinfônicas da Europa e dos Estados Unidos. Especializou-se em Bach, Mozart, Beethoven, Schumann, Schubert.

ShareThis

Licença Creative Commons
Claudio Castoriadis- O conteúdo deste site está licenciado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3,0 ..