terça-feira, 16 de outubro de 2012

Reale Júnior: “Novo Código Penal tem falhas insuperáveis”

Reale Júnior: “Novo Código Penal tem falhas insuperáveis”

Ex-ministro da Justiça alerta para erros graves do anteprojeto que prevê mudanças como a liberação da eutanásia, o perdão a crimes cometidos pelo MST e a perseguição a jornalistas

Carolina Freitas

Representantes do Ministério Público, da Defensoria Pública e da Ordem dos Advogados do Brasil reúnem-se nesta segunda-feira em São Paulo para um manifesto em defesa do Direito Penal – açoitado em anteprojeto criado sob a batuta do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP). A proposta foi feita por uma comissão de juristas indicados por Sarney para reformular o Código Penal em um prazo de seis meses e traz novidades tão preocupantes quanto a liberação da eutanásia, o perdão a crimes cometidos por movimentos sociais e a volta dos aspectos mais autoritários da finada Lei de Imprensa.
 
O anteprojeto foi concluído em junho e a intenção de Sarney é colocar a matéria em votação já em outubro. Principal voz crítica à proposta, o ex-ministro da Justiça Miguel Reale Júnior afirma que a proposta traz itens mais do que inconsistentes: inconstitucionais. “O anteprojeto liquida com o Direito Penal”, afirma ao site de VEJA o professor titular da Universidade de São Paulo e um dos maiores nomes do Direto Penal do Brasil. “O projeto é inaproveitável. Se quiser uma coisa séria, tem de fazer tudo de novo. Há falhas e deficiências técnicas insuperáveis.”
 
Reale Júnior afirma que José Sarney apressou a elaboração do anteprojeto para cumprir uma agenda positiva em sua gestão e compara o presidente do Senado a Justiniano, que, no comando do Império Bizantino, formulou um sistema de leis que garantia poder ilimitado ao imperador. “Mas Justiniano se preocupou com o conteúdo, fez o digesto, que quer dizer por em ordem. Sarney faz o indigesto, pôs em desordem.”
 
O Ato em Defesa do Direito Penal acontece a partir das 19 horas desta segunda-feira no Salão Nobre da Faculdade de Direito da USP. Ao final do encontro, as entidades vão elaborar uma nota a ser enviada para o Senado pedindo a suspensão da tramitação do anteprojeto. Abaixo, os principais trechos da entrevista concedida por Miguel Reale Júnior ao site de VEJA:
 
Quais são os pontos mais críticos do anteprojeto do Código Penal? O projeto apresentado pelo senhor Sarney está repleto de impropriedades. Transforma, de maneira inaceitável, conceitos fundamentais do direito penal, como os de coautoria, tentativa, dolo e culpa - o que torna o texto incompreensível. Há a criminalização de várias condutas de forma errônea, a formulação de tipos penais insuficientes e uma absoluta desproporcionalidade na fixação de penas. O anteprojeto libera de forma grave ações como a eutanásia.
 

Craig Nicholls Cantor da banda The Vines é portador de síndrome de Asperger .

O cantor da banda australiana The Vines foi preso por agredir seus pais durante o fim de semana,  nesta terça-feira segundo o jornal da Austrália "The Sydney Morning Herald".


O músico de 35 anos teria espancado a mãe e resistido à prisão depois que os policiais foram chamados, segundo o jornal. Vale lembrar que Craig Nicholls é portador de síndrome de Asperger. O que não o deixou livre de ser detido sob cinco acusações, incluindo violência doméstica e resistência a prisão com lesão corporal.



Sobre a síndrome de Asperger

Segundo um artigo do psicólogo Paulo Teixeira (Licenciado em Psicologia pela Universidade Lusíada do Porto (Portugal)) a Síndrome de Asperger é o nome dado a um grupo de problemas que algumas crianças (e adultos) têm quando tentam comunicar com outras pessoas. Esta Síndrome foi identificada em 1944, mas só foi oficialmente reconhecido como critério de diagnóstico no DSM-IV em 1994. Como resultado, muitas crianças foram mal diagnosticadas com síndromes como Autismo, Perturbação Obsessivo – Compulsivo, etc. Ao longo dos tempos muitos foram os termos utilizados para definir esta síndrome, gerando grande confusão entre pais e educadores. Síndrome de Asperger é o termo aplicado ao mais suave e de alta funcionalidade daquilo que é conhecido como o espectro de desordens pervasivas (presentes e perceptíveis a todo o tempo) de desenvolvimento (espectro do Autismo).


Como fã do The Vines tenho que admitir que depois dessa além do declínio da banda confirmei minha suspeita do declínio mental do Craig Nicholls que já não era novidade para ninguém. Grande sucesso com o primeiro álbum, Highly Evolved, lançado em 2002, o The Vines ganhou destaque como uma das grandes forças do rock que surgia na nova década. Aos poucos, contudo, os discos foram perdendo o gás de novidade. Future Primitive, quinto e último trabalho do grupo, é de 2011.




Por Claudio Castoriadis 




Fonte

 http://g1.globo.com/musica/noticia/2012/10/cantor-da-banda-vines-e-preso-por-agredir-os-proprios-pais-diz-jornal.html

http://www.psicologia.pt/artigos/textos/A0254.pdf
Sobre o Autor:
Claudio Castoriaids Claudio Castoriadis é Professor e blogueiro. Formado em Filosofia pela UERN. Criador do [ Blog Claudio Castoriadis ] Tem se destacado como crítico literário.Seu interesse é passar o máximo de conhecimento acerca da cultura >

“O palhaço” de Selton Mellor vai representar o Brasil no Oscar 2013



Sabe aquele tipo de sentimento que se volta sobre si mesmo causando um estandalhaço em nossa alma? Como todo sentimento que desperta os mais indizíveis anseios acerca da vida? E Ao final dos devaneios filosóficos acerca da existência e sua utilidade adentramos em uma esfera mágica de pura intuição de conforto, afinidade de olhar e desejo. Sentimento que proseamos e rimos. Parece exagero, mais esse é o sentimento que arrebata os amantes da sétima arte. Cá entre nós- não poderíamos esperar menos de um longa cuja direção tem o carismático Selton mellor. 

“O Palhaço” conta a história vivida pelo palhaço Benjamin (Selton Mello) e seu pai Valdemar (Paulo José) num circo mambembe durante os anos 70. Marcado por uma crise declarada, seja como aspiração ou incompatibilidade entre pessoas, tomando a forma de estranheza diante das coisas, de embate dos sentimentos ou de consciência culposa, rusumindo temos um personagem em processo de ruptura com o mundo. Descontente com a vida, Benjamin, então, decide viver como um funcionário comum e isto afeta todos ao seu redor e a dele própria. Posteriormente, triste, cai na real e vê que ser palhaço é a única coisa que pode fazer e que faz as pessoas rirem espontaneamente. Venha se emocionar com esta trama de um palhaço depressivo, uma trupe patética  com referências ao humor que  beira o cartunesco de Wes Anderson. 

Em entrevistas, Selton Mello diz que este seu segundo longa-metragem como diretor, depois de Feliz Natal, não tem nada de autobiográfico. O ponto de partida, porém, foi a crise criativa que tomou o ator em 2009 - o artista que se questiona no filme e que vai atrás da sua identidade (literalmente, já que Benjamin tem só uma certidão de nascimento caindo aos pedaços) seria uma forma de encarar e curar essa crise.

O filme "Dois Coelhos", de Afonso Poyart, recebeu o prêmio de melhor longa-metragem de ficção no Festival de Cinema Brasileiro em Toronto, que aconteceu entre os dias 11 e 14 de outubro. Trinta e seis filmes produzidos nos últimos dois anos participaram da mostra competitiva.

Selton Mello ganhou o prêmio de melhor ator por sua atuação em "O Palhaço", escolhido para representar o Brasil no Oscar 2013. O filme foi selecionado para representar o Brasil na disputa por uma vaga na categoria melhor filme estrangeiro do Oscar 2013. O segundo longa de Selton Mello na direção reforça seu talento e comprova a delicadeza na condução da história e no trabalho com os atores o que nem sempre - ou deveria dize, não é uma tarefa fácil. A Trama do palhaço depressivo foi anunciado entre os 16 inscritos pela Comissão Especial de Seleção do Ministério da Cultura em reunião realizada nesta quinta-feira no Palácio Gustavo Capanema, no Rio de Janeiro. 



Por Claudio Castoriadis.



Fontes

http://pt.wikipedia.org/wiki/O_Palha%C3%A7o
Sobre o Autor:
Claudio Castoriaids Claudio Castoriadis é Professor e blogueiro. Formado em Filosofia pela UERN. Criador do [ Blog Claudio Castoriadis ] Tem se destacado como crítico literário.Seu interesse é passar o máximo de conhecimento acerca da cultura >

ShareThis

Licença Creative Commons
Claudio Castoriadis- O conteúdo deste site está licenciado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3,0 ..