sábado, 27 de setembro de 2014

a cangalha de januário

§

gambiarra
inabalável, guenzo
recomponha as remelas
o seu coração é um cadeado flácido
prontidão criatura

desencana desse pigarro
larga disso

não arrebenta suas fuças por tão pouco
seja forte como as águas da ribanceira gargarejada das fábulas
deixe de firulas, tudo bem que o mundo é vago, fortuito, logrado
mas faça dessa canganha seu substrato maior
eis um prodigioso arruaceiro
neste pedaço de horto
escama sua valentia

§

Por Claudio Castoriadis
imagem fonte web

ShareThis

Licença Creative Commons
Claudio Castoriadis- O conteúdo deste site está licenciado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3,0 ..