quinta-feira, 31 de julho de 2014

canção pra dona maria


sinhá maria 
miranga no sertão
quando fala dilata pelos serões

cospe no chão
paço mascado

no dorso amurado das veredas
pássaros cricrilam suas feridas

abraça o mundo com sua franja
semeia da noite a borra do café



Por Claudio Castoriadis
Imagem fonte web

ShareThis

Licença Creative Commons
Claudio Castoriadis- O conteúdo deste site está licenciado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3,0 ..