domingo, 27 de abril de 2014

Noel Rosa: Poeta da Vila, Filósofo do Samba


Noel de Medeiros Rosa, nascido e criado no bairro de Vila Isabel, subúrbio do Rio. ( Janeiro, 11 de dezembro de 1910 — 4 de maio de 1937) Poeta da Vila, Filósofo do Samba o boêmio bom de prosa; foi um dos responsáveis pelo que hoje representa o samba para a arte brasileira. Poderia ter sido médico, mas preferiu ser sambista; certamente o primeiro compositor modernista da nossa música. Estudou em colégio tradicional, sua educação musical teve início na adolescência, quando aprendeu a tocar bandolim e violão com ajuda de familiares.

Encontramos na obra de Noel o retrato da sociedade Brasileira, o cenário é de intensificação de manifestações culturais e de rompimento com posições conservadoras. Lírico, de beleza acolhedora o malandro se torna boêmio e as letras se transformam em crônicas do Rio de Janeiro dos anos 20 e 30. Fazia a realidade social ser atravessada pela força lírica dos pequenos fatos. Muitas vezes, eram situações instantâneas, simples flagrantes do cotidiano.

Contemporâneo, atual, como se fosse ontem, suas provocações, seu samba mítico e narrativo se encontra em Chico, Caetano, Gil, João Nogueira, Nelson Cavaquinho, Cartola e tantos outros poetas.

Noel Rosa foi e continua autêntico como fonte cultural. "Um gênio. Uma pessoa extraordinária para a época. O que ele já sabia, para o seu tempo, era uma coisa extraordinária". Afirmou com autoridade Antônio Carlos Jobim.





Por Claudio Castoriadis 
Imagem: fonte web
Vídeo: fonte .youtube


ShareThis

Licença Creative Commons
Claudio Castoriadis- O conteúdo deste site está licenciado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3,0 ..