quinta-feira, 7 de novembro de 2013

Gotas de pensamentos


Nossas vidas adormecem quando recolhemos das nossas lembranças algo de bom. Sei que o mundo não é um mar de flores, sei que nem todas as flores se encontram no mundo, eu sei, acredito nisso. Quando o corpo cansa, miseravelmente exausto, gotas de pensamentos, luzes velozmente resgatam imagens, sorrisos, olhares: véspera de onde edificávamos o tímido sentido encoberto pelo tempo.

Oportunidade, um grito que estilhaça e muda a solidão- paciência. - A arte de ser alegre, algo de útil, não temer as ameaças dos novos horizontes que fluem, flutuam ao redor da nossa cabeça, vêm, voltam e mudam de cor; é tudo tão rápido! Agilidade que não conseguimos editar claramente antes que o ponteiro avance uma providência sensata.

Ontem alguém me falou um bocado do bastante que poderia ser falado, coisas relativas a vida, da nossa vida, breve, infinita, um instante. Todos temos nossas histórias, todos estamos na história; poucos querem construir sua própria historia. Por que as pessoas são dessa forma? Respostas todos têm, recortadas pela mesma tesoura.

Fazia frio, e a tempestade não dava trégua; enquanto você sorria p'ra mim

Tenha um sonho e terás com que exaltar-te e por sorte as bolhas de orvalho ainda brilharão sobre o amanhã durante milhares de gerações.



Por Claudio Castoriadis
Imagem: fonte web

ShareThis

Licença Creative Commons
Claudio Castoriadis- O conteúdo deste site está licenciado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3,0 ..