quinta-feira, 10 de janeiro de 2013

Sou rock, sou arte, sou cultura, sou um Zé- eu sou alguém. Sou incomensurável. Eu sou mais um fã do mestre Almir Guineto.



Eu ainda acredito no carisma da nossa música. Eu sou punk, sou samba, Bossa: nova, no "Tom" ainda que "desafinado". Sou rock, sou arte, sou cultura, sou um Zé- eu sou alguém. Sou incomensurável. Eu sou mais um fã do mestre Almir Guineto.

Apoiado por Beth Carvalho, Almir Guineto oficializou em 1980 a fundação do Grupo Fundo de Quintal, ao lado dos parceiros Neoci, Jorge Aragão, Sombrinha, Bira, Ubirany e Sereno. Após a gravação do disco “Samba é no Fundo de Quintal”, Almir deixaria o conjunto para cantar, a partir de 1981, em carreira solo- mas nunca sozinho.

Neste ano, inclusive, Guineto conquistou o Prêmio MPB-Shell de música, sendo agraciado, com toda humildade, pelo partido “Mordomia”. Desde muito jovem, Almir já mostrava seu charme musical. Dono de uma voz inconfundível, linda, educada para os sensíveis da nossa terra, rascante, o cantor, músico e compositor ingressou aos 16 anos no grupo Originais do Samba, fundado por seu irmão mais velho, Francisco de Souza Serra – o “Chiquinho”, onde tocou por dez anos. Sua primeira composição foi Bebedeira do Zé, gravada justamente pelos Originais. 

Com toda a moral de um poeta malandro é considerado O “Rei do Pagode”, apelido que conquistaria na década de 1980, conduziu a bateria do Salgueiro por 15 anos e ao sair deixou o posto para seu irmão mais novo, o lendário “Mestre Louro”.

Com toda licença, ainda tem mais. Destacado violonista e cavaquinista. Acompanhado do músico e humorista Mussum, nosso ilustre gênio da alegria, adaptou o banjo – instrumento utilizado na música country americana – ao samba. E como um bom músico reconhece outro bom músico, Zeca Pagodinho mandou bem no bordão: banjo no samba só existem dois: Almir Guineto e Arlindo Cruz". 

Nosso samba é fino, nobre, ritmado feito cordel, sem desmerecer ninguém: é amor, arte,  poesia é obra do sopro divino, quem nos dá a sina, cada soneto, cada rima. 




Por Claudio Castoriadis
Sobre o Autor:
Claudio Castoriaids Claudio Castoriadis é Professor e blogueiro. Formado em Filosofia pela UERN. Criador do [ Blog Claudio Castoriadis ] Tem se destacado como crítico literário.Seu interesse é passar o máximo de conhecimento acerca da cultura >

ShareThis

Licença Creative Commons
Claudio Castoriadis- O conteúdo deste site está licenciado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3,0 ..