segunda-feira, 9 de maio de 2011

Peter Slotedijk

“Os idealismos surgem quando os pensadores acreditam ter encontrado qualquer coisa que lhes poupe a coexistência com os outros”. Com essa máxima que remete ao sociólogo, também alemão, Niklas Luhmann, Peter Sloterdijk provoca diversos sentimentos na academia atual e aos seus leitores. Mostrando para o mundo seu estilo iconoclasta de pensar o mesmo tenciona um discurso que visa resgatar a essência última da filosofia para que esta possa dar conta de aspectos da experiência humana que é únicamente a coexistência com os outros.  Sem meio termo ou qualquer pudor disfere críticas das mais severas ao contexto atual politico e sócio econômico de nosso tempo. Nascido em Karlsruhe (Alemanha) em 1947, Peter Sloterdijk estudou filosofia, germanística e história em Munique e Hamburgo. É considerado um dos mais importantes renovadores do pensamento filosófico da atualidade. Desde o início do seu percurso intelectual seus textos asseguravam uma nova dinamite no universo filosófico. A partir da publicação de Crítica da Razão Cínica, em 1983, garante seu destaque na nova safra de intelectuais com seu estilo ímpar. É bem verdade que sua leitura não é fácil por abusar do uso frequente de fórmulas elípticas e hiperbólicas, retoricamente estratégicas, em seus ensaios.

POr Claudio Castoriadis

ShareThis

Licença Creative Commons
Claudio Castoriadis- O conteúdo deste site está licenciado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3,0 ..