quarta-feira, 25 de março de 2015

despistando helicópteros pela freeway



você sempre chegava como um milagre

perseguindo pipas sem escalas

girando no eixo pela freeway

quebrando pelos contornos

despistando helicópteros

explorando vi adultos

não ligava pro tombo

nem ligava avisando

e chegava em casa

sempre como

um milagre



por claudio castoriadis
imagem font web

sexta-feira, 20 de março de 2015

scrap-trailer: IV


plugado


kit básico de sobrevivência:
válido em dias de improbabilidades infinitas
não se importe
não se importe
não se importe
prossiga
não se importando, não sendo modesto
não precisa embrulhar quem realmente não se importa

claudio castoriadis

quinta-feira, 19 de março de 2015

mesmo dormindo numa frase de efeito




no momento mais tranquilo da noite
coisas impossíveis escalam ruídos
florestas, obreiros, gencianas
afloram no desfiladeiro
antúrios fecham as paredes
recompõem a eternidade
com sua modesta
moldura
a noite é feita
de melodias articuladas
vc falava disso tudo
debruçada numa frase de efeito

lembra?

você explicava
que o som mais próximo
poderia ser o mais inaudível
rodopiando sobre o próprio single

(risos)

eu esperava seu sono
virar prosa
narrativa
não
poesia

por isso lembro
de como você adorava os sons emoldurados
dos acordes despertos nas molduras tricotadas
de quando em sempre você acompanhava o realejo do tio lauro
você tinha razão, os sons não são sucessivos, são simultâneos

§

imagem fonte web

terça-feira, 17 de março de 2015

avalon


por lirismo
eu entendo o girar sem descanso
de uma arquitetura etrusca em semáforos 

                                o sentido da calefação 
                insígnias arejadas por entrechos
          
meus olhos esgalhados
lábios agônicos
neblina consubstanciada



by: claudio castoriadis
imagem fonte web

sexta-feira, 13 de março de 2015

afinidades eletivas


já um pouco chamuscado
como um esboço para algo maior


alguém escuta novelle
tracejando sobre paragens
(em algum triunvirato
ao leste
conduzido em contração
na zona estriada
clivada
desde as narinas
queimadas )
em making-of
sonata a kreutzer
atravessa pelo soslaio
soltando rutilante entalhe
lanternas, pulseiras molhadas
a poucos quarterões do funcho
imagem font web



quarta-feira, 11 de março de 2015

salmos


desagregados pela foice
somos as mesmas ogivas
caindo aos milhares
da gravidade
ancestrais
de todos os lados
infinitas linhagens, civilizações
                   ópticos nublados
caboclos do congo
rútilas, contrações
cascas & lágrimas
                     [o tempo úmido
escrutinado
          [denegando gradeados


herdeiros do trovejamento
somos recintos ferventes engravidando aruandas

por claudio castoriadis
imagem: africa, morocco tanger, photography

uma ciranda para malwida


mesmo sabendo
da margem lusitana galvanizada
aracnoide plantou sua sombra silvestre
de frente para o perfil plataforma
que leva o nome que nos une nas extremidades
mariscando
segurança que se veste de maneira confortável
(na litoral da região labirinto
conciliada com a sua residência)
não falei em resistência::
- por enquanto
a resposta é absurdamente exaustiva... 01
assim como as pedras abertas interpenetram-se... 02

por claudio castoriadis
imagem; fonte web

ShareThis

Licença Creative Commons
Claudio Castoriadis- O conteúdo deste site está licenciado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3,0 ..